Yoga: O Que É, Como Funciona E Quais São Os Benefícios


Para muitas pessoas o yoga é um antigo método de treinamento, e para outras um conjunto de poses difíceis. Na verdade, a palavra “ioga” significa união. É uma prática que liga o corpo, a mente e o espírito através de diferentes posturas corporais, meditação e respiração controlada.

O objetivo final do yoga é, no entanto, ajudar o indivíduo a transcender o Eu e alcançar a Iluminação. Como diz o Bhagavad-Gita: “Uma pessoa diz ter alcançado o yoga, a união com o Eu, quando a mente perfeitamente disciplinada se livra de todos os desejos e se torna absorvida apenas no Self”.

 

O que é Yoga

O renomado Yogi, Sadhguru Jaggi Vasudev chama o yoga de “uma expressão da vida”. Ele diz: “Yoga significa essencialmente encontrar as chaves da natureza da existência”.

O yoga não é apenas dobrar ou torcer o corpo e segurar a respiração. É um mecanismo para levá-lo a um estado onde você vê e experimenta a realidade do jeito que é. Se você permitir que suas energias se tornem exuberantes e extasiadas, seu corpo sensorial se expande.

Isso permite que você experimente todo o universo como parte de você, fazendo tudo um – esta é a união que o yoga cria.

Patanjali disse: “Sthiram sukham asanam”. Isso significa que uma postura que parece firme e confortável é o seu asana. Você pode se surpreender ao saber que um asana é apenas um passo preparatório na prática do yoga.

É um meio que o ajuda a alcançar o bem maior. Yoga visa criar perfeita harmonia entre sua mente, corpo e espírito. Quando você se afinar para que tudo funcione maravilhosamente dentro de você, você irá trazer o melhor de suas habilidades.

Existem várias linhas de yoga. O uníssono perfeito pode ser alcançado através do Hatha Yoga (clássico) e seus vários ramos (Ashtanga Yoga, Iyengar Yoga, Bikram Yoga, Yin Yoga, Kundalini Yoga), dependendo do que você gosta e os problemas que você está procurando enfrentar através da prática.

Um Pouco de História

Não há registro escrito do inventor do yoga. O yogi (ou iogue, praticante do yoga) desenvolvia a prática muito antes de existir qualquer produção escrita sobre o assunto. Os iogues ao longo dos milênios passaram a disciplina para seus alunos, e muitas diferentes escolas de yoga desenvolveram-se à medida que a prática se ampliou em alcance global e popularidade.

As posturas que agora são praticadas em aulas de ioga não eram originalmente um componente dominante das tradições do yoga na Índia. A aptidão não era tradicionalmente um objetivo principal da prática.

O foco foi colocado em outras práticas como pranayama (expansão da energia vital por meio de respiração), dharana (foco ou colocação da faculdade mental) e nada (som.

Utilizando o sânscrito (a língua dos Vedas), os antigos textos religiosos da Índia deram origem à literatura e à técnica do yoga.

Um tratado de 2.000 anos de idade sobre a filosofia yóguica, o Yoga Sutra, compilado pelo sábio indiano Patanjali é um tipo de guia que fornece orientação sobre como ganhar domínio em relação à mente e às emoções.

O tratado traz, ainda, conselhos sobre o crescimento espiritual, fornecendo a matéria-prima na qual o yoga praticado hoje é baseado. O Yoga Sutra é o primeiro registro escrito de yoga e um dos textos mais antigos existentes.

A palavra sânscrita “yoga” possui várias traduções e pode ser interpretada de muitas maneiras. Existem traduções que apontam para palavras como “brincar”, “unir” ou “concentrar” – essencialmente um meio de unir ou um método de disciplina. Um homem que pratica essa disciplina é chamado de yogin e uma praticante é chamada de yogini.

O yoga começou a ganhar popularidade no Ocidente no final do século XIX, com uma explosão de interesse no yoga postural nas décadas de 1920 e 1930, primeiro na Índia e mais tarde no Ocidente.

Filosofia do Yoga

O yoga, nos tempos antigos, era frequentemente referido em termos de uma árvore com raízes, tronco, galhos, flores e frutos. Cada ramo do yoga tem características únicas e representa uma abordagem específica da vida. Os seis ramos são:

  1. Hatha yoga – ramo físico e mental – envolve a prática de asana e pranayama – preparando o corpo e a mente
  2. Raja yoga – meditação e adesão rigorosa aos “oito membros do yoga”
  3. Karma yoga – caminho do serviço para conscientemente criar um futuro livre de negatividade e egoísmo causado por nossas ações
  4. Bhakti yoga – caminho de devoção – uma maneira positiva de canalizar emoções e cultivar aceitação e tolerância
  5. Jnana yoga – sabedoria, o caminho do estudioso e do intelecto através do estudo
  6. Tantra yoga – caminho do ritual, cerimônia ou consumação de um relacionamento

 

As “Oito Partes do Yoga”

Raja yoga é tradicionalmente referido como Ashtanga yoga (oito partes), porque existem oito aspectos para o caminho ao qual se deve atender. As oito partes de Ashtanga yoga são:

  1. Yama – padrões éticos e senso de integridade. Os cinco yamas são: ahimsa (não-violência), satya (veracidade), asteya (não roubando), brahmacharya (continência) e aparigraha (não avarento)
  2. Niyama – autodisciplina e observâncias espirituais, práticas de meditação, caminhadas contemplativas. Os cinco niyamas são: saucha (limpeza), samtosa (contentamento), tapas (calor, austeridades espirituais), svadhyaya (estudo das escrituras sagradas e de si mesmo) e isvara pranidhana (rendição a Deus)
  3. Asana – integração da mente e do corpo através da atividade física
  4. Pranayama – regulação da respiração levando à integração da mente e do corpo
  5. Pratyahara – retirada dos sentidos da percepção, do mundo externo e dos estímulos externos
  6. Dharana – concentração, sensação de mente
  7. Dhyana – meditação ou contemplação – um fluxo ininterrupto de concentração
  8. Samadhi – o estado de calma da consciência bem-aventurada

 

Chakras

A palavra chakra significa “roda giratória”. De acordo com a visão ióguica, os chakras são uma convergência de energia, pensamentos, sentimentos e o corpo físico.

Eles determinam como experimentamos a realidade de nossas reações emocionais, nossos desejos ou aversões, nosso nível de confiança ou medo, e até a manifestação de sintomas físicos.

Quando a energia fica bloqueada em um chakra, é dito que desencadeia desequilíbrios físicos, mentais ou emocionais que se manifestam em sintomas como ansiedade, letargia ou má digestão. A teoria é usar asanas (posturas) para liberar energia e estimular um chakra desequilibrado.

Existem sete principais chakras, cada um com suas próprias associações:

  1. Sahasrara: o “mil pétalas” ou “chakra da coroa” representa o estado da consciência pura. Este chakra está localizado na coroa da cabeça e é identificado pela cor branca ou violeta. Sahasrara envolve questões de sabedoria interior e morte do corpo.
  1. Ajna: o “comando” ou “chakra do terceiro olho” representa um ponto de encontro entre dois fluxos energéticos importantes no corpo. Ajna corresponde às cores violeta, índigo ou azul profundo, embora tradicionalmente seja descrita como branca. Esse chakra é associado à glândula pituitária, crescimento e desenvolvimento.
  1. Vishuddha: o “especialmente puro” ou “chakra da garganta” é simbolizado pela cor vermelha ou azul. Este chakra é associado ao domínio da fala e da audição e às glândulas endócrinas que controlam o metabolismo.
  1. Anahata: o “destravado” ou “chakra do coração” está relacionado às cores verde ou rosa. As principais questões envolvendo Anahata são emoções complexas, compaixão, ternura, amor incondicional, equilíbrio, rejeição e bem-estar.
  1. Manipura: a “cidade da joia” ou “chakra do umbigo” é simbolizada pela cor amarela. Este chakra é associado ao sistema digestivo, juntamente com poder pessoal, medo, ansiedade, formação de opinião e introversão.
  1. Svadhishthana: “a própria base” ou “chakra pélvico” é reconhecido pelos praticantes por representar a casa dos órgãos reprodutivos, o sistema genito-urinário e as suprarrenais.
  1. Muladhara: o “suporte de raiz” ou o “chakra da raiz” está localizado na base da coluna vertebral na região do coxical. Dizem que por ele sustentamos nossos impulsos instintivos em torno da alimentação, do sono, do sexo e da sobrevivência. É também o domínio da nossa fuga (evasão)e medos.

 

Tipos de Yoga

As formas modernas de yoga evoluíram para o exercício, com foco em força, flexibilidade e respiração para aumentar o bem-estar físico e mental. Existem muitos estilos de yoga, e nenhum é mais autêntico ou superior ao outro. A chave é escolher um modo apropriado para o seu nível de aptidão física. Os tipo de yoga são:

  • Ashtanga yoga: com base em ensinamentos de yoga antigos, mas popularizados na década de 1970, cada uma das seis sequências de posturas (asanas) estabelecidas liga rapidamente cada movimento à respiração.
  • Bikram yoga: realizada em salas aquecidas artificialmente a temperaturas de quase 105 graus e 40% de umidade, Bikram é uma série de 26 posturas e sequência de dois exercícios de respiração.
  • Hatha yoga: um termo genérico para qualquer tipo de yoga que ensine posturas físicas. Quando uma classe é rotulada como “Hatha“, geralmente é uma introdução gentil às posturas básicas de yoga.
  • Iyengar yoga: focado em encontrar o alinhamento adequado em cada postura e usa adereços como blocos, cobertores, correias, cadeiras e almofadas para fazê-lo.
  • Jivamukti yoga: significa “libertação ao viver”. Surgiu em 1984, incorporando ensinamentos espirituais e prática de estilo vinyasa. Cada aula tem um tema, que é explorado através de escrituras, citações, meditação, asana, pranayama e música de yoga, e podem ser fisicamente intensas.
  • Kripalu yoga: ensina os praticantes a conhecer, aceitar e aprender com o corpo. Em uma aula de Kripalu, cada aluno aprende a encontrar seu próprio nível de prática em um determinado dia olhando para dentro de si. As aulas geralmente começam com exercícios respiratórios e alongamentos suaves, seguidos por uma série de posturas individuais e relaxamento final.
  • Kundalini yoga: a palavra sânscrito kundalini significa enrolar, como uma cobra. Kundalini yoga é um sistema de meditação direcionado à liberação de energia kundalini. Uma classe geralmente começa com cantar e termina com cantar, e entre recursos asana, pranayama e meditação projetadas para criar um resultado específico.
  • Power yoga: um estilo de yoga ativo e atlético adaptado, no final da década de 1980, do sistema tradicional de Ashtanga yoga.
  • Sivananda: um sistema baseado em uma filosofia de cinco pontos que sustenta que a respiração, o relaxamento, a dieta, o exercício e o pensamento positivo apropriados funcionam juntos para formar um estilo de vida saudável e ióguico. Normalmente, usa as mesmas 12 asanas básicas, orientadas por saudações ao sol e posturas de savasana.
  • Viniyoga: destinado a ser adaptável a qualquer pessoa, independentemente da habilidade física, os professores de viniyoga devem ser altamente treinados e tendem a ser especialistas em terapia de anatomia e yoga.
  • Yin: uma prática de yoga tranquila e meditativa, também chamada de ioga taoísta. Yin yoga permite a liberação de tensão nas articulações-chaves: tornozelos, joelhos, quadris, costas inteiras, pescoço e ombros. As poses de Yin são passivas, o que significa que os músculos devem ser relaxados enquanto a gravidade faz o trabalho.
  • Yoga pré-natal: posturas de yoga cuidadosamente adaptadas para pessoas grávidas. A ioga pré-natal é adaptada para ajudar as mulheres em todos os estágios da gravidez, sendo muito útil para a recuperação após o parto.
  • Ioga restaurativa: um método relaxante de ioga, sendo cada aula aplicando quatro ou cinco posturas simples, usando adereços como cobertores e almofadas para apoiar o relaxamento profundo sem exercer nenhum esforço para manter a postura.

 

Quais São os Benefícios do Yoga?

Existem muitos benefícios na prática do yoga. Uma vez que a experiência é individual, pessoal e pode diferir para cada praticante, há uma grande variedade de abordagens para sua prática.

O yoga nos últimos tempos se ramificou em muitas novas direções, algumas das quais são bastante diferentes das suas ênfases tradicionais. Todas as abordagens para yoga, no entanto, destinam-se a promover algum aspecto de bem-estar.

Aqui estão os 10 principais benefícios:

  • Alívio do estresse: a prática do yoga é bem demonstrada para reduzir os efeitos físicos do estresse no corpo. O corpo responde ao estresse através de uma resposta de luta ou fuga, que é uma combinação do sistema nervoso simpático e das vias hormonais ativando, liberando cortisol – o hormônio do estresse – das glândulas adrenais (ou suprarrenais). O cortisol é frequentemente usado para medir a resposta ao estresse. A prática do Yoga demonstrou capacidade de reduzir os níveis de cortisol. A maioria das aulas de ioga termina com savasana, uma postura de relaxamento, que reduz ainda mais a experiência do estresse.
  • Alívio da dor: o yoga pode aliviar a dor. Estudos têm demonstrado que a prática de asanas (posturas), meditação ou uma combinação dos dois, promove a redução de dor para pessoas acometidas de câncer, esclerose múltipla, doenças autoimunes e hipertensão, bem como artrite, dor nas costas e pescoço e outras doenças crônicas.
  • Melhor respiração: o Yoga inclui práticas respiratórias conhecidas como pranayama, que podem ser efetivas para reduzir a resposta ao estresse, melhorar a função pulmonar e estimular o relaxamento. Muitos pranayamas enfatizam abrandamento e aprofundamento da respiração, que ativa o sistema parassimpático do corpo, ou resposta de relaxamento. Ao mudar nosso padrão de respiração, podemos afetar significativamente a experiência e a resposta do nosso corpo ao estresse. Esta pode ser uma das lições mais profundas que podemos aprender com nossa prática de yoga.
  • Flexibilidade: o Yoga pode melhorar a flexibilidade e a mobilidade e aumentar a amplitude de movimento. Ao longo do tempo, os ligamentos, os tendões e os músculos se alongam, aumentando a elasticidade.
  • Aumento da força: Asanas de yoga usam todos os músculos do corpo, aumentando a força literalmente da cabeça aos pés. Uma prática regular de ioga também pode aliviar a tensão muscular em todo o corpo.
  • Gerenciamento de peso: enquanto a maioria das evidências dos efeitos do yoga sobre a perda de peso é anedótica ou experiencial, professores de yoga, estudantes e profissionais de todo o mundo acham que yoga ajuda a suportar a perda de peso. Muitos professores se especializam em programas de yoga para promover o controle de peso e acham que mesmo as práticas de ioga suave ajudam a suportar a perda de peso. As pessoas não precisam praticar as formas mais vigorosas de yoga para perder peso. Yoga incentiva o desenvolvimento de uma autoimagem positiva, uma vez que é dada mais atenção à nutrição e ao corpo como um todo. Um estudo publicado no Alternative Therapies in Health and Medicine Journal descobriu que a prática regular de ioga estava associada com menor ganho de peso relacionado à idade. O estudo do estilo de vida de 15.500 adultos em seus 50 anos abrangeu 10 anos de históricos de peso dos participantes, atividade física, histórico médico e dieta.
  • Circulação melhorada: o Yoga ajuda a melhorar a circulação, movendo eficientemente o sangue oxigenado para as células do corpo.
  • Condicionamento cardiovascular: mesmo uma prática suave de ioga pode proporcionar benefícios cardiovasculares, reduzindo a frequência cardíaca em repouso, aumentando a resistência e melhorando a absorção de oxigênio durante o exercício.
  • Presença: o Yoga nos conecta com o momento presente. Quanto mais praticamos, mais conscientes nos tornamos do nosso entorno e do mundo que nos rodeia. Ele abre o caminho para uma melhor concentração, coordenação, tempo de reação e memória.
  • Paz interior: os efeitos meditativos de uma prática consistente de yoga ajudam muito a cultivar a paz interior e a calma.

 

Riscos e Efeitos Colaterais da Yoga

O Yoga é uma prática de baixo impacto e segura para pessoas comuns (leigos) ​​quando praticada adequadamente sob a orientação de um instrutor bem treinado.

A lesão devido à ioga é uma barreira incomum para a prática contínua e são raras as lesões graves devido à ioga.

Qualquer mulher que esteja grávida ou pessoa que esteja em um tratamento de saúde contínuo, como pressão alta, glaucoma ou dor ciática, deve conversar com seu médico antes de praticar yoga, pois é possível que haja necessidade de modificar ou evitar algumas posturas específicas.

Os iniciantes devem evitar práticas extremas, como headstand (posição de cabeça para baixo apoiada – tipo “bananeira”), posição de lótus e respiração vigorosa, potente e forçada.

Indivíduos com problemas graves de saúde devem trabalhar com seu médico e professor de ioga para adaptar adequadamente as posturas. Pacientes com glaucoma ou histórico ou alto risco de descolamento da retina devem evitar inversões e os pacientes com ossatura comprometida devem evitar práticas vigorosas de ioga.

Nunca use yoga para substituir os cuidados médicos convencionais ou para adiar a visita a um médico quando sentir dor ou para cuidar de qualquer problema de saúde. Se você tem um problema de saúde, fale com o seu médico antes de iniciar a ioga.

Fonte: World Yoga CenterYoga Alliance, Medical News Today


Gostou disso? Compartilhe com os seus amigos!

O Que Você Achou Desse Artigo?

horrível horrível
0
horrível
confuso confuso
0
confuso
fraco fraco
0
fraco
divertido divertido
0
divertido
geeky geeky
0
geeky
amei amei
2
amei
kkkkk kkkkk
0
kkkkk
nossa! nossa!
0
nossa!
ótimo ótimo
1
ótimo
Therapyas

Somos mais que um site ou blog, somos uma Comunidade, somos uma Tribo. Formamos uma Equipe que deseja transformar o portal Therapyas é um ponto de encontro entre consumidores de produtos e serviços no segmento de Saúde & Bem Estar, praticantes, profissionais e empresas focadas em terapias holísticas, integrativas e complementares. E-mail: info@therapyas.com.br Whatsapp: (15) 98159-9000

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha um Formato
Artigo
Escreva um texto básico que pode ser incorporado com fotos e vídeos
Quiz Personalizado
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade do internauta
Votação
Cria uma votação para tomar decisões ou determinar opiniões
Lista
Crie um Artigo Típico de Lista com Itens

Send this to a friend